Pular para o conteúdo principal


Saúde: Vigilância Sanitária explica sobre acondicionamento irregular de sucos e refrescos em estabelecimentos comerciais e ambulantes de lanches em Bonfim
Nossa reportagem foi ouvir da Diretora da VISA – Vigilância Sanitária de Senhor do Bonfim, Enfermeira Patrícia Ferreira Farias, o que pode ser feito para fiscalizar e inibir a venda de sucos e refrescos acondicionados em frascos de ketchup, por parte de estabelecimentos comerciais e ambulantes na cidade, o que vem preocupando consumidores que acreditam estar sendo lesados na qualidade do que se vende nesses recipientes.
De acordo com Patrícia, ainda está sendo feito um levantamento dos estabelecimentos que comercializam lanhes, porém há uma dificuldade em fiscalizar a todos, visto que ambulantes em motos e bicicletas não tem local fixo para inspeção, mesmo assim a Vigilância Sanitária alerta que é preciso que esses comerciantes obedeçam ao que manda a Anvisa. “Uma das ações da vigilância pra gente estar combatendo essa questão, é ver quem são estes ambulantes, fazer um levantamento e encima disso trabalhar com ações educativas, orientando e oferecendo cursos pra que eles saibam como proceder com a manipulação desses alimentos, como acondiciona-los em recipientes próprios para esse tipo de comércio”, disse Patrícia.
Sobre algumas normas básicas de higiene a Diretora orienta aos comerciantes que utilizem jaleco ou avental, touca, evitar conversar quando se estiver preparando, evitar uso de adornos e utilizar luvas durante a preparação, além de ter outra pessoa que exerça papel de caixa, manipulando com o dinheiro.
A Vigilância Sanitária está programando em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico Turismo e Esporte, e a de Administração, especialmente com a área de desenvolvimento econômico, a possibilidade de oferecer cursos de qualificação aos ambulantes, para que tais práticas sejam extinguidas. “Através desses cursos, a vigilância poderá acompanhar como está sendo feita a manipulação e ai sim gerar um selo de qualificação, onde mostre que esse ambulante está apto a vender esses alimentos esses refrescos”, disse a diretora.
A Vigilância Sanitária dispõe de um telefone para receber denúncias que estejam ligadas a questões de produtos vencidos, adulterados, comércio ilegal de certos produtos, que é o 3541-8270, ou pessoalmente na Vigilância que fica na sede da Secretaria de Saúde, na Avenida ACM, a partir das denúncias os fiscais vão a loco, e se existir algum tipo de alimento ou fora do prazo de validade, ou que ofereça risco à saúde é feita a apreensão e até a interdição do funcionamento do estabelecimento.
Blog do Netto Maravilha
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

IDENTIFICADA A VÍTIMA DE HOMICÍDIO NA FEIRA DO ALTO DA MARAVILHA