terça-feira, 10 de janeiro de 2017

“Baronesa do crime” jovem usava charme para negociar cerca de 200 kg de droga por mês

Uma mulher e três homens foram presos durante uma operação realizada por policiais da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Deten). A ação, que teve o nome de “La Baroneza”, terminou com a prisão de uma das maiores distribuidoras de maconha da Grande Vitória e do norte do Estado.
Barbara dos Reis Rodrigues, apontada como a traficante responsável pelo material, ostentava uma vida de luxo nas redes sociais, de acordo com a polícia. Ela tinha uma rede de contatos no Paraguai e negociava cerca de 200 kg de maconha por mês.
“Ela faz parte de um núcleo de uma organização criminosa maior ainda, e tinha os contatos que trazia as drogas. Ela utilizava também representantes, pessoas que comercializavam a droga para ela. Estima-se que eram comercializados 50 kg de droga por semana”, disse o delegado Augusto Giorno.
Ela foi presa na última segunda-feira (9), na Serra, depois de 45 dias de investigações da polícia. Junto com suspeita foram presos Rafael Afonso Marins, que é estudante universitário, Lucas Jacintho e Weverton da Silva Santos. “Ela procurava pessoas que não chamavam tanto a atenção da polícia. Eram pessoas que trabalhavam e até alguns estudantes”, afirmou Giorno.
Barbara já foi presa quatro vezes. Uma delas foi no Paraná, onde ficou dois anos e meio na prisão. “No histórico criminal dela já constam prisões inclusive em outros estados. Nós desarticulamos pelo menos um núcleo dessa organização”, destacou o delegado.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Avião que transportava Gilmar Mendes sofre pane elétrica O avião que transportava o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) G...