sábado, 24 de junho de 2017

Mortes de gado com suspeita de raiva preocupam fazendeiros de cidade da Bahia

As mortes de gado em várias fazendas do município de Medeiros Neto, localizado no extremo sul da Bahia, por suspeita de raiva bovina, tem deixado criadores preocupados. Ao menos 20 fazendeiros já registraram casos suspeitos da doença que não tem cura, segundo informações da Secretaria Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente. O órgão diz que o problema ocorre pela falta de vacinação dos rebanhos.  A rava é transmitida aos animais pela mordida de morcegos hematófagos, que se alimentam de sangue. A doença afeta o sistema nervoso dos animais, que morrem logo depois de apresentarem os primeiros sintomas.  Eliclésio Medeiros, que cria gado leiteiro em um sítio no município, diz que há dez dias encontrou um dos animais morto. Ele afirma que a causa da morte ainda não foi comprovada, mas que a suspeita é de raiva bovina. “O outro gado eu já tinha vacinado, mas esse que eu não tinha vacinado apareceu morto”, destacou.  Depois da morte do animal, o criador afirma tque vacinou todo o rebanho, por medo de proliferação da doença. Segundo ele, nas fazendas vizinhas, animais também morreram com suspeita de raiva bovina.
Postar um comentário

Postagem em destaque

Salvador: Patamo prende dois traficantes durante ocupação neste domingo Durante rondas na região do Nordeste de Amaralina, equ...