Jovem é morto a tiros próximo ao CAIC de Conceição do Coité

Esposa estava a sua procura quando foi informada que um homem havia sido morto, ao chegar no local reconheceu como sendo a vítima.


A moto estava nesta mesma posição, ao que parece que ele teve tempo de descer e colocar o tripe antes de ser baleado | Foto: Raimundo Mascarenhas
A Polícia Militar de Conceição do Coité registrou mais um homicídio na cidade, fato ocorrido pouco depois da 0h deste domingo, 21, na Rua Maria das Neves, nas proximidades do Centros de Atenção Integral à Criança e ao Adolescente – CAIC, entre os bairros Açudinho e Alto da Colina.
Informações preliminares dão conta que a vítima de prenome Ramon esteve em um bar e saiu pilotando a moto Honda Biz que foi encontrada pouco depois, sem vida na frente de uma residência distante cerca de 150 metros do bar. Moradores disseram que ouviram barulho de tiros e de uma motocicleta, mas não saíram de casa no momento.

Segundo informações da esposa, Ramon já se envolveu com droga, mas deixou a cerca de três anos | foto: Raimundo Mascarenhas
Uma mulher que não teve a identidade revelada disse que passou no local e viu a cena, um homem caído ao lado de uma motocicleta e muito sangue, quando resolveu acionar a Brigada Voluntária Anjos da Vida, que se deslocou, mas ao chegar juntamente com a Policia Militar já encontrou a vítima sem os sinais vitais. Romário levou vários tiros na cabeça.

Foto: arquivo da família
Enquanto o Calila Noticias estava no local chegou uma mulher identificada por Ana Paula Ribeiro que estava a procura do marido, seu desespero inicialmente foi quando reconheceu a moto que é de sua propriedade, tentou descobrir o lençol para ter certeza se era o esposo, pois, imaginou que ele pudesse ter emprestado a alguém, mas a PM pediu que ela não olhasse e mostrou o RG que estava no seu bolso e ela confirmou como sendo Ramon com quem tem um filho de seis meses.
Ana Paula disse ao Calila que o marido trabalhava na SISAEX, empresa de sisal, antes, teve um problema de saúde que precisou ser internado no Hospital Roberto Santos, em Salvador e se recuperou ha 3 meses,  e segundo ela, ele não estava bebendo, que teve envolvimento com droga, mas que nos últimos três anos se afastou.
“Ele saiu e demorou de chegar ai fiquei preocupada e sai a pé de lá do Conjunto Mário da Caixa pra o centro da cidade, quando eu ia pra um bar próximo a Piatã, um mototaxi passou e me ofereceu uma carona e me aconselhou a não ficar andando por ali que tinham matado uma pessoa no Alto da Colina, pedi a ele que me levasse até lá e quando eu vi minha moto imaginei que fosse ele  confirmei pela foto”, contou Paula.
Redação CN
0