Ação da polícia deixa 10 pessoas mortas em fazenda no Pará

Uma ação conjunta das polícias Militar e Civil do Pará terminou com dez pessoas mortas em uma fazenda na cidade de Pau d’Arco, no sul de Belém, nesta quarta-feira (24). Segundo a Folha de S. Paulo, as vítimas eram nove homens e uma mulher. Os corpos foram levados pela polícia para o necrotério de Redenção (PA). A identidade dos mortos ainda não foi divulgada. À imprensa local, a Secretaria Estadual de Segurança Pública do Pará afirmou que os policiais estavam cumprindo mandados de prisão de suspeitos de terem matado um segurança da fazenda Santa Lúcia, alvo de disputa agrária, no início deste mês. A versão da pasta ainda sustenta que os policias reagiram porque foram recebidos à bala e armas foram apreendidas no local. Não há informação de policiais feridos. A Comissão Pastoral da Terra (CPT), no entanto, afirma que se tratou de uma ação de despejo que desrespeitou um acordo que havia desde Eldorado do Carajás. "A polícia local fez o despejo, descumprindo determinação estadual pós Eldorado dos Carajás , que deve ser feito pela PM de fora", afirmou o padre Paulo César Moreira, coordenador nacional da CPT. Ainda segundo a publicação, este é o episódio mais violento relacionado à disputa por terras em 21 anos, desde o massacre de Eldorado do Carajás, cidade na mesma região, quando PMs mataram 19 sem-terra ligados ao MST. Em 19 de abril, nove posseiros e trabalhadores rurais foram mortos a tiros e facadas em Colniza (MT). Um madeireiro da região foi acusado de ser o mandante do crime e está foragido. BN
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

IDENTIFICADA A VÍTIMA DE HOMICÍDIO NA FEIRA DO ALTO DA MARAVILHA