quarta-feira, 19 de abril de 2017

Câmara promove Audiência Pública para discutir situação da saúde no município e no Hospital Regional


Atendendo ao Requerimento dos Vereadores, Hermógenes Gomes de Almeida e Laércio Muniz de Azevevo Júnior, o presidente da Câmara Municipal de Senhor do Bonfim,através do seu presidente vereador Reinaldo Santana,transformou a Sessão Ordinária desta terça-feira,dia 18 de Abril em Audiência Pública para debater sobre as Ações Promovidas da Secretaria Municipal de Saúde e sobre a atual situação do Hospital Dom Antônio Monteiro.

A Mesa teve a seguinte composição:
  • Excelentíssimo Sr. Rui Gomes Sanches Júnior, Promotor de Justiça Titular – 5ª PJ de Senhor do Bonfim;
  • Angeli Santos Matos, Secretária Municipal de Saúde;
  • Cláudio Roberto Alves de Moraes, Diretor Administrativo da COESA.

Foi ainda informado aos presentes que não seria tolerado nenhum tipo de interferência quando o orador estiver usando a palavra. Caso fosse descumprido, a pessoa seria convidada para se retirar da platéria.

  • Convidada a Sra. Angeli Santos Matos, Secretária Municipal de Saúde, para fazer o uso da palavra pelo tempo de até 10 minutos.
  • Convidado o Sr. Cláudio Roberto Alves de Moraes, Diretor Administrativo da COESA, para fazer o uso da palavra pelo tempo de até 10 minutos.
  • Convidado o Excelentíssimo Sr. Rui Gomes Sanches Júnior, Promotor de Justiça Titular – 5ª PJ de Senhor do Bonfim, para fazer o uso da palavra pelo tempo de até 10 minutos.
RESUMO:
– Angeli Santos Matos, Secretária Municipal de Saúde, fez um balanço dos avanços do Município nos últimos três meses na área de saúde, bem como os investimentos feitos.
-Cláudio Roberto Alves de Moraes, Diretor Administrativo da COESA,empresa gestora do Hospital Regional de Senhor do Bonfim,falou das dificuldades enfrentadas e de algumas melhorias feitas naquela casa de saúde.
-Dr.Rui Gomes Sanches Júnior, Promotor de Justiça Titular – 5ª PJ de Senhor do Bonfim,falou sobre a situação de adequação sofrida pelo hospital que andou beirando  a ameaça de fechamento do hospital,que teve que passar pela desapropriação embora aja ainda algumas pendencias que devem ser normalizadas e que o ministério publico vem acompanhando de perto toda esta situação.
Pediu posicionamento do Município sobre a situação sanitária do hospital e que o atual governo, precisa apresentar uma definição sobre o que será feito naquela casa de saúde, se esta responsabilidade será transferida para iniciativa privada ou para o governo do estado.
Respondendo o questionamento do promotor a Secretaria Angeli disse que o hospital foi uma herança maldita,e que muito pouco em termos de informações em relação ao processo de municipalização foi passado para o governo atual e que o jurídico esta preparando novo processo sobre a licitação para administração daquela  casa de saúde.
Disse ainda que o município,esta lutando para adequar o hospital dentro das normas legais e que o governo esta buscando soluções via setor Jurídico para resolver todas as pendencias inclusive a vigilância sanitária do estado fará inspeção para detectar as necessidades.
-Dr.Jorginho Vereador questionou sobre a falta da maioria do remédios controlados nos principais postos de saúde da cidade conforme entunicada de uma emissor de Rádio da cidade, a secretária disse desconhecer a falta de medicamentos.
-Eliseu Conceição Vereador,disse que o Sr. Cláudio Roberto Alves de Moraes, Diretor Administrativo da COESA,empresa gestora do Hospital Regional de Senhor do Bonfim não disse nada sobre aquela casa de saúde, não disse nada com nada como encontrou  e o que foi feito, pois o diretor não esclareceu nada.
-O Vereador Hermógenes Almeida  ratificou o questionamento da vereador Eliseu, pois as informações do hospital, necessitavam de mais detalhes sobre a situação daquela casa de saúde.
Pediu Informações sobre especialidades oferecidas pelo hospital, como estão os  plantões e se tem médicos nos PSFS do Município.
-O Vereador Laércio Junior,pediu que o Senhor Claudio retornasse aquela casa de saúde afim de prestar mais esclarecimentos sobre aquela casa de saúde, sobre falta de medicamentos,funcionamento da pediatria entre outros assuntos, pois o gestor do hospital não foi preparado para aquela audiência publica e que a mesma deveria ser remarcada.
Disse ainda que a população vem reclamando da falta de medicamentos nos postos de saúde e pediu informações sobre os critérios de contratações e como elas estão sendo contratadas.
-O Vereador Carlos de Tijuaçu parabenizou a Secretaria Angeli Matos,pela agilidade em por fim as filas quilométricas na central de marcação nas madrugadas e tudo isto foi resolvido pelo governo atual,que teve uma herança maldita  do governo passado e que o ex-prefeito não teve a coragem de tirar um dia da semana para atender de graça as crianças da pediatria do Hospital Regional.
-O Vereador Reinaldo José,perguntou se a Secretária Angeli Matos,já tinha definido o local da construção do posto de Saúde o Bairro Alto do Cigano e questionou ao gestor do hospital Senhor Claudio se a direção daquela casa de saúde fiscaliza os plantões médicos,pois o mesmo já flagrou médicos dormindo no plantão e sem atender os pacientes por estarem cansados de outros plantões prestados em municípios da região.
-O Vereador Adreilton Barbosa disse que era inevitável as comparações entre o anterior e atual gestor,disse que que Correia passou quatro anos e não tirou a marca do ex-prefeito Paulo Machado dos postos de saúde e que a gestão atual, esta dando uma nova dinâmica a nossa saúde.
Disse ainda que proporcionalmente as emendas do deputado Bobô, que teve apenas 800 votos, produziu mais que o deputado Elmar Nascimento que obteve mais de 5.000 votos.
-O Vereador Cleiton Vieira perguntou  ao promotor Ruy Sanches,se haveria risco da Municipalização do hospital Regional,feita no governo anterior correria risco em ser desfeito.O Vereador foi tranquilizado pelo promotor.
-O Vereador Geri disse que tem pacientes sendo maltratados por médicos que demoram demais em atender a população que ele mesmo testemunhou fatos semelhantes e que este serviço precisa melhorar.
-O Senhor Vagner Passos,presidente da Associação do Bairro Cidade Nova, disse que seu irmão portador de uma enfermidade, tem quatro meses que não recebe os medicamentos e que ele tem mexer em seu orçamento para adquirir os medicamentos disse, que a secretária esta muito mal assessorada.
-A secretária Angeli Matos respondeu todos os questionamentos feitos pela platéia e edis e comprometeu-se apresentar soluções para os problemas ali apresentados.
ASCOM/CMSB
Postar um comentário