quarta-feira, 15 de março de 2017

Reunião aconteceu no Colégio Osvaldo Pereira.
 
A APLB – Delegacia Sindical do Minério, realizou assembleia  último dia 11 de março nos municípios de Saúde e Caldeirão Grande, com a finalidade de discutir a Greve Nacional da Educação que será deflagrada no dia 15/03 (próxima quarta feira), contra a Reforma da Previdência – PEC 287/16, e outros projetos que tramitam no Congresso que altera as estruturas dos direitos trabalhistas e da educação.
 
Os trabalhadores da Educação dos municípios de Saúde e Caldeirão Grande por unanimidade decidiram aderir a Greve Nacional da Educação do dia 15 de março por 10 dias. Lembramos que os trabalhadores de Caém já haviam decidido a aderir a Greve em assembleia realizada no dia 04/03. A Delegacia Sindical do Minério vem realizando varias reuniões com os núcleos sindicais e com os pais e alunos para discutir a conjuntura que está inserida o contexto que envolve a PEC – 287/16 (Reforma de Previdência).
 
Queremos parabenizar o município de Caldeirão Grande pelo comportamento de alguns representantes da Secretaria de Educação, pela forma sensível  que enxerga a luta dos trabalhadores e a importância da Greve, para que possamos impedir um grande massacre aos trabalhadores da educação, aos trabalhadores rurais e as classes mais necessitadas do nosso país.
Se tivéssemos no Brasil, digo nos municípios, pessoas sensíveis como os gestores da educação e do poder público, como os representantes dos municípios de Caém, Caldeirão Grande e Jacobina, teríamos sem sombra de dúvidas um país melhor e mais justo.Por:APLB/Caém
Postar um comentário

Postagem em destaque

Carreteiro natural de Coité morre em acidente na Via Anchieta, em São Paulo Amaral é natural do Distrito de São João e estava moran...