quarta-feira, 15 de março de 2017

Polícia já sabe quem matou a menina Beatriz em Petrolina


Um ano e três meses após o brutal assassinato da pequena Beatriz Mota, de sete anos, que morreu ao ser atingida por 42 golpes de faca durante uma festa de formatura na escola em que estudava em Petrolina, no Sertão, a Polícia Civil conseguiu imagens que revelam a face do autor do crime. Para os investigadores, não há dúvidas de que o homem que aparece nas filmagens de câmeras de segurança de estabelecimentos próximos ao Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, onde ela estudava, é o assassino. O Disque-Denúncia vai oferecer R$ 10 mil de recompensa para quem tiver informações sobre a localização do homem.

De acordo com a delegada Gleide Ângelo, responsável pelo inquérito, nesta etapa da investigação a ajuda da população será crucial para elucidar o caso. "A partir daquela imagem inicial que conseguimos em setembro, a gente aprofundou todos os locais em que ele passou. Nossas imagens não estavam com qualidade boa e a gente conseguiu melhorar com auxílio da tecnologia. Agora temos toda a dinâmica do crime, vimos quando ele pega a faca, coloca na perna e segue em direção à escola. Precisamos que a imagem dele seja divulgada para que consigamos achá-lo", detalhou a delegada.

Segundo a investigação, antes de cometer o assassinato, o suspeito ficou por duas horas na frente da escola atuando como se fosse flanelinha e teve contato com várias pessoas que foram à festa. "Há indícios de que o crime foi premeditado. Ele passou horas esperando a diplomação para entrar no colégio, seria o momento oportuno para pegar qualquer criança. Estamos analisando a possibilidade de que ele não tenha agido sozinho".

Nas imagens colhidas pela polícia, o suspeito aparece por volta das 21h38, ele pega a faca, esconde na perna e vai ao colégio. Às 21h45, ele entra na escola e desce para a área do bebedouro. Seis testemunhas disseram tê-lo visto no local. Beatriz vai tomar água às 21h59. "Estamos mostrando para a população o rosto do assassino da menina Beatriz e pedimos a ajuda de todos para encontrá-lo. Temos que prender esse homem e encerrar esse caso. Um crime tão bárbaro não pode ficar sem solução", concluiu a delegada.

DENUNCIE
Quem tiver informações que possam auxiliar a polícia na identificação do suspeito que aparece nas imagens pode entrar em contato com os investigadores através dos números abaixo: 

Ouvidoria SDS - 181
WhatsApp - (87) 9 9911-8104
Disque-Denúncia 
(81) 3421-9595
(81) 3719-4545
Recompensa R$ 10 mil
Fonte: Diário do Pernambuco. 

Postar um comentário

Postagem em destaque

  Cantor Vagner Rosa tenta contra vida da ex-esposa Cleber Vieira Por volta das 22 horas do ultimo Sábado dia 24,foi registrada ...