Eike Batista se arrepende de ter procurado força-tarefa da Lava Jato, diz coluna


O empresário Eike Batista parece arrependido de ter se apresentado à força-tarefa da Operação Lava Jato em maio de 2016. De acordo com a coluna Radar Online, de Veja, o empresário avalia não ter feito um bom negócio, já que apresentou seu arsenal de informações sem obter nada em troca e oito meses depois foi preso. Eike considera, conforme a publicação, que o ideal seria ter apresentado um acordo de delação premiada. O empresário foi preso no dia 30 de janeiro deste ano, quando desembarcou dos Estados Unidos no Aeroporto Internacional Tom Jobim, no Rio de Janeiro.

Foto: Marcello Casal Jr. / Agência Brasil
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

IDENTIFICADA A VÍTIMA DE HOMICÍDIO NA FEIRA DO ALTO DA MARAVILHA