terça-feira, 14 de março de 2017

Caso Felipe Yves: criminoso diz que cantor foi morto por ligação com tráfico


 Bocão News | Fotos: Alberto Maraux / Divulgação
 
O terceiro envolvido na morte do compositor e cantor, Felipe Yves, foi apresentado nesta terça-feira (14), no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Salvador. Na oportunidade, Ueslei Silva Sarinho, conhecido como Heures, 22 anos, acusou a vítima de também ter envolvimento com o tráfico. 
 
Para imprensa, ele disse que disparou quatro tiros contra o músico. Depois, ele disse que saiu do local do crime e tentou se esconder em Castelo Branco. Heures também disse que o motivo da execução do cantor foi sua ligação com o tráfico de drogas.
 
Heures, um dos líderes do tráfico em Cajazeiras 11, foi preso nesta segunda-feira (13), no bairro de Castelo Branco, na casa de sua mãe dele.
 
 
Mais informações em instantes
Postar um comentário

Postagem em destaque

  Bonfinense Karina Tavares já em Brasília representando nossa Região no Programa Sessão Pedagógica no parlamento   Cleber Vieir a ...