CIGANO EXECUTADO EM GUANAMBI ESTAVA COM MAIS DE R$ 7 MILHÕES DENTRO DE CARRO


O cigano Salvador Oliveira Dourado, mais conhecido como Marcílio Cigano, foi assassinado na segunda-feira (30), na BR-030, em Guanambi. Com ele, foram encontrados R$ 7.211.891,22 em notas promissórias e R$ 368 mil em folhas de cheque, além de um revólver. De acordo com o Farol da Cidade, a polícia já identificou os dois elementos acusados de terem participado da execução: Tiago Rodrigues de Souza, de Espinosa (Minas Gerais), e Daniel Soares dos Reis, de Belo Horizonte (Minas Gerais). O terceiro elemento, Jumar Alves Cerqueira de Brito, morreu durante uma troca de tiros com a polícia, e o quarto elemento está foragido. No veículo que se envolveu em um acidente durante a fuga, a polícia encontrou uma carabina calibre 38, uma mochila, alguns documentos, cheques e notas promissórias. Também foi apreendido um revolver calibre 38 em poder do elemento que morreu na troca de tiros com policiais.
0