domingo, 12 de fevereiro de 2017

Bolsa Família: 1,5 milhão de famílias têm renda menor que a declarada

Não teve o efeito esperado a investigação feita pelo governo Michel Temer ano passado com o objetivo de descobrir beneficiários que mentiam sobre a renda para continuar recebendo o Bolsa Família. Além de encontrar os espertinhos, o pente-fino mostra muita gente tem direito a receber mais do que atualmente recebe. Ao cruzar diversas bases de dados, a fiscalização encontrou 1.570.963 famílias que, ao contrário do foco da investigação, tinham renda menor que a declarada. Por isso, essas famílias teriam direito a benefícios maiores do que recebem.
No geral, eram pessoas que haviam sido demitidas no último ano e não comunicaram a nova condição ao governo, o que pode ser feito com a atualização do cadastro na Assistência Social do município. O número de famílias nessa situação (1,5 milhão) corresponde a 46% da quantidade que caiu na malha fina por inconsistência nos dados informados.
 
Outra situação que chamou a atenção foi a de famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal consideradas vulneráveis, por terem renda per capita mensal acima de R$ 170, superior ao exigido para receber o benefício do Bolsa Família, mas abaixo de meio salário mínimo. Em 2016, 431.221 famílias nessa situação atualizaram a renda para baixo e tornaram-se elegíveis ao programa, ou seja, caíram de vulneráveis para pobres. De acordo com Globo, o número é 68% maior que no ano anterior, quando 256.066 famílias fizeram essa transição no cadastro.

Por Redação Bocão News
Postar um comentário

Postagem em destaque

Avião que transportava Gilmar Mendes sofre pane elétrica O avião que transportava o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) G...