domingo, 29 de janeiro de 2017

Reviravolta choca o Brasil: Odebrecht confessa finalmente os crimes que Dilma cometeu


Marcelo Odebrecht revelou que#Dilma Rousseff apenas cometeu um crime: saber de todos os crimes que estavam ocorrendo no caso petrolão, sem denunciar a situação. Tal como informa o site “Tribuna”, o empreiteiro brasileiro, que foi condenado por #Corrupção pelos próximos dezenove anos, tirou finalmente todas as dúvidas sobre o alegado envolvimento da ex-presidente com um dos casos de corrupção que está abalando a política brasileira. Em uma reviravolta total, Odebrecht, apesar do crime de prevaricação, garantiu que Dilma não beneficiou financeiramente dos crimes, não tendo pedido recursos para as suas ações políticas.
Depois de ter sido destituída, após um longo processo de “impeachment” que vai ficar naturalmente na história da política brasileira, Dilma Rousseff garantiu por mais do que uma vez que iria lutar para provar que todo esse processo foi injusto e que, na verdade, tudo não passou de um “golpe de estado”.
Apesar de ter sempre garantido que, em momento algum, cometeu crimes que colocassem em causa a sua legitimidade enquanto Presidente da República, recentemente o famoso empreiteiro condenado no caso petrolão, Marcelo Odebrecht, garantiu que Dilma Rousseff saberia perfeitamente de tudo o que estava acontecendo à sua volta, mesmo que ela sempre tenha negado isso. Como garante o site “Tribuna”, o milionário empreiteiro, tentando tirar todas as dúvidas, acabou livrando a ex-presidente de um crime que já há muito meses estava sendo acusada: receber recursos financeiros através de corrupção ativa e crimes financeiros.
Nas redes sociais, muitos brasileiros ficaram em choque com as confissões de Marcelo Odebrecht, que assegura que Dilma afinal não beneficiou dos crimes. Apesar do testemunho importante do empreiteiro, a verdade é que Dilma pode, em um futuro próximo, ser formalmente acusada de vários crimes envolvendo o caso petrolão, tal como pode acontecer com seu companheiro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Por causa de todos os escândalos e investigações ligadas à corrupção, a situação política brasileira está vivendo um dos seus momentos mais conturbados, estando Michel Temer, sem ser eleito, como presidente até 2018.JORNAL DO PAIS
Postar um comentário