Pular para o conteúdo principal

Chacina de Feira: acusado da morte de cinco familiares alega lapso de memória


Por Tony Silva | Fotos: Paulo M. Azevedo / Bocão News
Um lapso, um fleche ou um teletransporte. Essa é a única explicação que Gilson de Jesus Moura encontrou para sua autoria na morte de cinco pessoas e o grave ferimento por queimadura de mais duas, entre elas, quatro crianças atingidas por um incêndio em uma casa no município de Feira de Santana. Durante sua apresentação à imprensa na tarde desta sexta-feira (6), no auditório da sede da Polícia Civil da Bahia, na Piedade, ele relatou que só se deu conta que havia que seu nome estava relacionado a morte dos familiares, quando viu o fato ser noticiado nos jornais.
“Eu estava em Jacobina e quando assistir a reportagem e foi que eu vi o que tinha acontecido”, diz o Gilson que ainda negou que estivesse fugindo. “Aquilo ali me levou a voltar para me entregar. Eu voltei de madrugada com a intensão de me entregar. Só que aquele negócio, você fica: entrega não, se entrega, e estava lá nessa dúvida de me entregar ou não. Certamente se eu tivesse consigo sair dali, eu teria voltado para me entregar. Porque eu não ia conseguir ficar fugido com essa culpa”, relata.
Durante a coletiva, o delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira) comentou a argumentação de Gilson. Conforme Uzzum, geralmente quando o acusado não tem como negar a autoria, ele faz alegações voltadas para uma suposta insanidade. O coordenador também informou
que a família vivia uma vida conturbada e ele já havia comentado com pessoas da comunidade que iria incendiar a família. Uzzum disse que Gilson espalhou gasolina sobre as vítimas e ateou fogo, trancou a porta e saiu da casa.
Também de acordo com a polícia, Gilson vendeu o carro para financiar a fuga e se apropriou da remuneração de 13º salário da companheira.  Gilson ainda tentou resistir e negar o a autoria do crime, mas em seguida foi preso. O coordenador resumiu os atos de Gilson como “Crime premeditado e crime qualificado”.  O caso continua sendo investigado pela polícia.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Adiado o desfile de 7 de Setembro em Bonfim
Em uma reunião ,que ocorreu na noite desta terça-feira,dia 05, com a equipe da Secretaria de Educação do Município,uma decisão considerada muito difícil foi tomada, tendo em vista as previsões de chuva para quinta-feira, dia 07 de Setembro, feriado da Independência do Brasil, e pensando na falta de condições de alojar tantas, crianças da rede municipal que participariam do desfile cívico, a secretaria de educação juntamente com a equipe de governo, achou por bem adiar o desfile para uma data posterior com o tempo bom. “Mais que vai acontecer vai garantiu  Cristiane Maia, secretária de Educação.’ Imagem arquivo Google
Acidente próximo a Ladeira do Coité, mulher teve a cabeça estourada em queda de moto
Por volta das 23h00min deste domingo (05), uma queda estourou a cabeça de uma mulher ainda não identificada que seguia na garupa de uma moto, próximo a Ladeira do Coité. Reportagem do Blog do Netto Maravilha esteve no local, na BA 131, aproximadamente 7 km do Centro de Bonfim e conversou com testemunhas que informaram que o condutor da moto Honda XRE 300, de cor vermelha, placa PJF – 5293, licença de Senhor do Bonfim, “eles seguiam sentido Missão a Bonfim, e ainda teriam feito zig zag vindo a cair, após a queda e ao perceber as gravidades sofridas pela vítima, o piloto se atirou no matagal dizendo que iria se matar e está desaparecido, ele abandonou as chaves próximo a moto e apresentava sintomas de embriagues”, disse testemunhas. Ainda segundo testemunhas, que seguiam no Fiat Toro, com destino a Irecê, ouviram de outras pessoas que o casal fazia uso de bebida alcoólica desde cedo em Missão do Sahy. …
Bonfim: Homem preso acusado de abusar de sobrinha sofre transformação no Complexo de Bonfim
FacebookTwitterGoogle+ Imagens impactantes foram postadas nos aplicativos de relacionamento (Whatsapp), nessa quinta-feira (04) em Senhor do Bonfim, mostrando a transformação sofrida pelo custodiado Damião Correia da Silva, 31 anos, preso sob acusação de abusar de uma sobrinha de apenas 13 anos. Pelo o que se pode perceber, é que há circulação de aparelho celular dentro da unidade de custódia da delegacia local, e a forma como é tratado um novo detento pelos demais custodiados principalmente quando a prisão é relacionada a acusação de abuso sexual. Para deixar claro, Damião não é o vendedor de pipocas, ele é irmão gêmeo de Cosme o vendedor. Blog do Netto Maravilha