Pular para o conteúdo principal

Chacina de Feira: acusado da morte de cinco familiares alega lapso de memória


Por Tony Silva | Fotos: Paulo M. Azevedo / Bocão News
Um lapso, um fleche ou um teletransporte. Essa é a única explicação que Gilson de Jesus Moura encontrou para sua autoria na morte de cinco pessoas e o grave ferimento por queimadura de mais duas, entre elas, quatro crianças atingidas por um incêndio em uma casa no município de Feira de Santana. Durante sua apresentação à imprensa na tarde desta sexta-feira (6), no auditório da sede da Polícia Civil da Bahia, na Piedade, ele relatou que só se deu conta que havia que seu nome estava relacionado a morte dos familiares, quando viu o fato ser noticiado nos jornais.
“Eu estava em Jacobina e quando assistir a reportagem e foi que eu vi o que tinha acontecido”, diz o Gilson que ainda negou que estivesse fugindo. “Aquilo ali me levou a voltar para me entregar. Eu voltei de madrugada com a intensão de me entregar. Só que aquele negócio, você fica: entrega não, se entrega, e estava lá nessa dúvida de me entregar ou não. Certamente se eu tivesse consigo sair dali, eu teria voltado para me entregar. Porque eu não ia conseguir ficar fugido com essa culpa”, relata.
Durante a coletiva, o delegado João Rodrigo Uzzum, coordenador da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira) comentou a argumentação de Gilson. Conforme Uzzum, geralmente quando o acusado não tem como negar a autoria, ele faz alegações voltadas para uma suposta insanidade. O coordenador também informou
que a família vivia uma vida conturbada e ele já havia comentado com pessoas da comunidade que iria incendiar a família. Uzzum disse que Gilson espalhou gasolina sobre as vítimas e ateou fogo, trancou a porta e saiu da casa.
Também de acordo com a polícia, Gilson vendeu o carro para financiar a fuga e se apropriou da remuneração de 13º salário da companheira.  Gilson ainda tentou resistir e negar o a autoria do crime, mas em seguida foi preso. O coordenador resumiu os atos de Gilson como “Crime premeditado e crime qualificado”.  O caso continua sendo investigado pela polícia.
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Senhor do Bonfim-BA: Jovem de 17 anos se enforca no Alto da Rainha. Por volta das 15 horas deste sábado após voltar a sua casa para levar o almoço de seu irmão a jovem, Mirela, teve o pior susto de sua vida ao se deparar com o corpo de seu irmão MURILO SILVA MALTA DOS SANTOS,  de apenas 17 anos, enforcado com uma corda no pescoço, na sala próximo a cozinha.
Nosso Repórter Netto Maravilha esteve no local, Rua Iara Torres, Bairro Alto da Rainha, nº 159 em Senhor do Bonfim, e ouviu várias pessoas da família que sem acreditar no fato, se questionavam, o porque daquilo, “um jovem que nunca bebeu, não tinha inimigos, ele saiu ontem com amigos de trabalho da empresa Moto Gamboa, por volta de 23 horas nós começamos a procurar por ele, pois nunca tinha bebido nem tinha costume de demorar assim”, comentou o cunhado.
A mãe em prantos relatava para uma amiga, que seu filho havia chegado bastante embriagado em casa que nem conseguia segurar direito no portão, e que vomitou a casa, ela havia limpado e…
POLICIAL: MOTOQUEIRO MORRE AO COLIDIR FRONTALMENTE COM CARRETA NA BR 407 ENTRE TANQUINHO E TIJUAÇU
Por volta das 21h40min deste sábado  (05),  um jovem identificado por REGIVALDO, morador do povoado de Passagem Velha, zona rural de Senhor do Bonfim teve morte instantânea, ao colidir com uma moto ainda sem dados, contra uma carreta na altura do Km 144 da BR 407,  entre Tanquinho e Tijuaçu.


De acordo com as primeiras informações ele teria invadido a contramão indo de encontro a carreta

PRF, DPT da Civil e PM encontram-se no local.

Breve mais detalhes aqui no Maravilha Notícias.


Maravilha Notícias
Jovem morre após ser baleado em Ibiaporã Na tarde deste sábado, 05 de novembro de 2016, um jovem conhecido como Marinho, foi morto a tiros no município de Mundo Novo-BA.
O crime aconteceu por volta das 15 horas, na Rua Joaquim Sacerdote, no distrito de Ibiaporã, conhecido como Bonita. 
De acordo com informações de populares, o jovem se envolveu numa briga e sofreu um disparo de espingarda. Depois, ele foi socorrido e encaminhado para o hospital de Tapiramutá, mas não resistiu e morreu.

O jovem morava em Ibiaporã. O corpo será encaminhado para o IML da região, depois será liberado para o sepultamento.

Da redação do Blog Agmar Rios