domingo, 22 de março de 2015

Nível de reservatório baiano de Sobradinho, o maior do país, assusta ribeirinhos
Foto: Beto Macário/ portal UOL
 
Uma reportagem do portal Uol mostrou a atual situação do Sobradinho, maior reservatório do Brasil em área alagada localizada na cidade homônima na Bahia, que vem assustando a população riberinha, que mora às margens do rio São Francisco. Devido a estiagem na região, o índice na represa era de 17,44% de sua capacidade, segundo o ONS (Operador Nacional do Sistema), na última quinta-feira (19). Segundo uma moradora da região, nos últimos três anos, a beira do rio tem ficado cada vez mais distante de local onde vive. "Acho que o rio já recuou uns 300 metros durante esse tempo", disse ao Uol a moradora de nome Rosimery, que agora foi obrigada a instalar uma bomba para levar água até sua casa.
 
De acordo com o ONS, o nível do reservatório de Sobradinho, considerado crítico, é o menor entre as represas usadas para geração de energia das regiões Norte e Nordeste. Apenas observatórios da região Sudeste e Centro-Oeste estão em pior situação. São eles: como Ilha Solteira (SP) e Três Irmãos (SP), que estão zerados e usam o volume morto (água que fica no fundo das represas); Nova Ponte (MG), com 16,93% de água; Furnas (MG), com 16,76%; e Itumbiara (GO), com 13,92%.

ELIMINADO: Vitória 0×2 Colo-Colo: Erros 

simétricos, vilões e alucinações

g_baianao-vitoria-colo-colo_1504110
Mata-mata é um tipo de campeonato que não permite vacilos e lamentações, que requer mais que um time ajeitadinho e melhor que o adversário. É preciso “algo a mais” e o Vitória não teve esse algo a mais em nenhum momento do Campeonato Baiano, muito menos no jogo desta noite aonde acabou “frescando”, com direito a pênalti perdido aos 40 minutos pelo autor Neto Baiano.
 
Teve erros simétricos, vilões e muitas coisas a repensar. O carrasco Colo-Colo jogou melhor em Ilhéus, acabou sofrendo o revés no final da partida e tomando a virada. Veio para o Barradão desacreditado, fez a sua parte, contou com a sorte (faz parte do futebol), e saiu de campo comemorando a classificação “milagrosa”.
Eliminações geram alucinações. Após o jogo, centenas de rubro-negros estão jurando “nunca mais torcer pra essa merda!”, outros milhares menos radicais “cansaram de se iludir”, e os restantes que “foda-se o estadual”. Amanhã estarão novamente apaixonados pelo clube e farão do “foda-se” uma grande alegria em caso de vitória e uma enorme crise em caso de derrota.
A eliminação foi justa, um tanto quanto “anormal” e “imprevisível”, com todo respeito ao time de Ilhéus, não estou na pele dos rubro-negros, mas deve ser revoltante ser eliminado pelo Colo-Colo no Barradão. Mas não tanto quanto ser eliminado pelo Colo-Colo que venceu apenas dois jogos no campeonato todo e havia marcado apenas três gols.
Quem sabe SE o Ednei não tivesse pisado na bola. SE o Neto Baiano convertesse o pênalti. SE o chute do Dakson tivesse acertado o gol e não a trave. SE a diretoria fosse competente. O “SE” não faz parte do futebol. Com todo respeito, perdoe-me o santo padroeiro dos bons modos, mas… Puta que pariu, Vitória. Até breve.

CRUELDADE! Jovem é decapitada pelo namorada por causa de troca de mensagem no celular

Uma troca de mensagem pelo celular foi o motivo da morte da jovem de 20 anos

Um ataque de ciúmes resultou na morte da jovem que foi decapitada Foto: Site Agreste Violento
Um ataque de ciúmes resultou na morte da jovem que foi decapitada
Foto: Site Agreste Violento
Alessandro Granda
redacao@varelanoticias.com.br
Um crime bárbaro chocou a população da Argelim, na região agreste de Pernambuco. Uma jovem foi brutalmente assassinada a facadas e em seguida foi decapitada na madrugada de quinta-feira (19) após uma crise de ciúmes. A mulher foi identificada como sendo Patrícia Pereira da Silva, de 20 anos.
De acordo com informações da polícia civil, Renato Guilherme da Silva, de 24, suspeito pelo crime viu o momento em que a namorada trocava mensagens no WhatsApp com outro rapaz durante uma festa e teve um ataque de fúria. Após terminada a festa, os dois seguiram para casa onde moravam e Renato aproveitando da situação matou a jovem no quintal.
Troca de mensagens pelo whatsapp foi o motivo do crime  Foto: Site Agreste Violento
Troca de mensagens pelo whatsapp foi o motivo do crime
Foto: Site Agreste Violento
Depois de cometido o crime, desesperado, Renato passou na casa dos pais e confessou o que havia feito e fugiu em uma moto. Foram eles quem encontraram o corpo da jovem e chamaram a polícia.
Conforme o delegado que investiga o caso, era comum o comportamento agressivo de Renato com sua namorada, principalmente em assuntos que envolvesse ciúme. O corpo da jovem foi sepultado na manhã de sexta-feira ( 20) sob forte comoção popular que pedia por justiça.

Postagem em destaque

  Bonfinense Karina Tavares já em Brasília representando nossa Região no Programa Sessão Pedagógica no parlamento   Cleber Vieir a ...