domingo, 28 de dezembro de 2014

POLICIAL: JUÍZA ENVOLVIDA NO ATROPELAMENTO DE DUAS PESSOAS EM BONFIM FOI OUVIDA NA DELEGACIA


A Juíza Drª. Elaine Santana Bispo foi ouvida na Delegacia Territorial de Bonfim, na tarde deste sábado, e se comprometeu a ajudar as vítimas no que for preciso, por não ter feito teste de bafômetro a magistrada pagará multa de R$ 1.915,00, ela foi ouvida pelo Delegado Dr. Castelo Branco que concedeu entrevista à Reportagem do Blog Maravilha Notícias.


Nosso Repórter Netto Maravilha conversou com o Delegado Dr. Castelo Branco, que ouviu a Juíza envolvida no sinistro ocorrido na BR 407, Às 12h00min, deste sábado (27), “após o acidente ela parou, inclusive no interrogatório ela informou que prestou socorro, acionando SAMU e PRF, e foi conduzida até aqui na Delegacia pela PRF, chegando aqui, a gente fez o interrogatório, ela alegou que não se lembrava de nada do acidente, se os pedestres seguiam pelo acostamento, e que o carro dela se deslocou até o guard rail, chegando atropelar o casal de pedestres, que caminhava na lateral da rodovia, jogando na Avenida João Durval, uma das vítimas caiu por cima de um carro, onde houve danos no veículo, e o senhor sofreu lesões corporais graves, no quadril e fraturas em outras partes do corpo”. Disse Dr. Castelo.

De acordo com DR. Castelo Branco, como a princípio não houve morte, a magistrada responderá conforme Art. 303 por lesão corporal de dupla vítima grave culposa, e no parágrafo único do Art. 302 §2, por ter atropelado as vítimas em local onde é permitido o tráfego de pedestres, “ela saiu da via onde os veículos normalmente passam, ela perdeu o controle, mas eu acho que ele não perdeu o controle, eu acho que ela dormiu na direção, ela vinha muito cansada e perdeu o controle na dormida, e veio a atropelar os dois pedestres que tiveram lesões graves”,continuou o Delegado.

A PRF quis fazer o teste de bafômetro, no entanto ela se negou a fazer o exame, e por não ter nenhuma prova de embriagues ao volante, a gente enquadrou só por lesões corporais culposa, “não havia vestígios de embriagues, nenhum detalhe que mostrasse que ela estivesse embriagada, ela parecia estar lúcida, eu acho que ela se recusou a fazer bafômetro em virtude talvez ter bebido no dia anterior”, disse Dr. Castelo. Por ter se recusado a fazer o teste de bafômetro Drª. Elaine Santana, foi multada em R$ 1.915,00.

A Juíza disponibilizou seu seguro para atender no que for necessário para as vítimas que se encontram internadas no HDAM, inclusive foram passados para os familiares os números do BO, e do seguro, para tais eventualidades, caso haja morte a família receberá por cada vítima até R$ 50.000,00, e dependendo do tipo de lesão serão indenizados pelo seguro.

Maravilha Notícias

Helicóptero cai em Bertioga, no litoral de SP, e mata cinco pessoas




Foto: Reprodução/Policia Militar

Uma aeronave caiu próximo à Rodovia Rio-Santos, na altura do município de Bertioga, no litoral de São Paulo, na manhã deste sábado (27). De acordo informações do Corpo de Bombeiros, cinco pessoas morreram no acidente, entre elas uma criança e uma adolescente. A aeronave explodiu ao bater no chão. Uma equipe do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos se dirige ao local para apurar a ocorrência. Duas das vítimas, identificadas como Lumara Rocha Müller e Marcelo Müller, levavam a filha de dois anos, Geórgia, para um hospital na Capital no momento do acidente.

Marcelo Muller, de 33 anos, é natural de Ribeirão Preto, no interior paulista, e era acionista da Companhia Müller de Bebidas, Pirassununga 51. Marcelo era neto do fundador da empresa, Guilherme Müller. Já Lumara, de 31 anos, era diretora de vendas em uma emissora de televisão em São Paulo.

Segundo a Polícia Militar, o piloto da aeronave foi identificado como sendo Thiago Yamamoto. Já a adolescente, que seria a babá da criança, ainda não teve a identidade confirmada pelas autoridades.

Segundo os bombeiros, a queda do helicóptero modelo Esquilo ocorreu na altura do Km 229 da rodovia, em uma área de mata próxima ao Rio Itapanhaú. A equipe de resgate afirma que cinco pessoas morreram no acidente, entre elas uma criança, uma adolescente e dois adultos - que seriam o casal, a filha e a babá da criança -, além do piloto.

De acordo com a dona de casa Raimunda Barbosa, de 54 anos, vários moradores das redondezas escutaram o barulho da explosão da aeronave. "Deu para ouvir nitidamente. Deu para observar que ele estava voando baixo, como se estivesse procurando um lugar para pousar", relata.

A reportagem do G1 chegou ao local do acidente mas, como trata-se de uma área de mata fechada, os próprios bombeiros encontraram um pouco de dificuldade para entrar. A aeronave decolou do Condomínio Iporanga, em Guarujá, e caiu poucos minutos depois. O helicóptero seguiria para a Capital.

O G1 entrou em contato com a Helimarte Táxi Aéreo Ltda, proprietária do helicóptero prefixo PT-HNC. Por meio de nota, a empresa confirmou o acidente e informou que está colaborando com todos os procedimentos de resgate e apuração e que a aeronave estava em perfeitas condições de voo e aeronavegabilidade. A Helimarte lamenta ainda a perda das vidas dos passageiros e do piloto, e se solidariza com suas famílias.

ma equipe do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV), da capital paulista, se dirige ao local do acidente para apurar a ocorrência. A área foi isolada pela Defesa Civil, os corpos permanecem no local e passam por perícia.

Fonte: G1/SP

Helicóptero sofreu acidente em Bertioga, no litoral de São Paulo (Foto: Divulgação / Polícia Militar)