sábado, 24 de novembro de 2012

EMPRESÁRIO MORRE EM ACIDENTE NA BA 419 PERTO DE MIRANGABA


O empresário Osmundo Silva do Ouro, de 51 anos, morador do povoado de Roçado de Caatinga do Moura, morreu em um acidente automobilístico ocorrido por volta das 20 horas desta sexta, na BA 419, há cerca de 8 km do contorno de Mirangaba com a BR 324. De acordo com informações da PRE, Osmundo conduzia um UNO MILE vermelho de placa OKO 8246 e ao perder o controle do veículo em uma curva da BA invadiu a área de uma propriedade rural à margem da rodovia. Com o impacto o empresário foi projetado para fora do veículo e morreu no local do acidente. Prepostos da PRE acionaram a ambulância do SAMU, mas ao chegar no local do acidente os socorristas constataram que nada mais podia ser feito. Os Policiais Rodoviários Josemar, Jorgevaldo e o Sargento Corrêa registraram a ocorrência e em seguida e após a realização do levantamento cadavérico realizado pelos peritos do DPT o corpo foi encaminhado para o IML de Jacobina e o veículo recolhido ao posto da PRE. Osmundo era proprietário do Balneário Bananal em Caatinga do Moura.

Bahia Acontece

Homem mata prefeito, primeira-dama e gerente da Embasa em atentado em Jussiape


O prefeito de Jussiape, na Chapada Diamantina, foi assassinado por volta das 9h deste sábado (24) no consultório médico em que trabalhava, ao lado de casa. A primeira-dama e um gerente da Embasa também foram assassinados. O atirador foi morto em confronto com policiais. O crime chocou a cidade de 11 mil habitantes.

Segundo informações, da delegacia do município, o homem entrou no prédio e abriu fogo, atingido o prefeito Procópio Alencar na cabeça. De acordo com testemunhas, a primeira-dama chegava da feira livre, realizada aos sábados na cidade, quando foi atingida. Ela e o marido morreram na hora.

O gerente da Embasa, Oderlange Pereira, atingido pelos disparos, chegou a ser socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após o atentado, o homem foi em direção à feira livre, mas foi localizado por uma equipe de policiais da 20ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin) que chegaram ao município para dar início às buscas junto com agentes da da Polícia Civil de Brumado e de Livramento, além de policiais da 46ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).
O acusado, conhecido por "Coló" , reagiu e atirou contra os policiais. Um deles foi atingido na perna. Segundo informações preliminares, um outro policial foi baleado e morreu. O autor do atentado, que era proprietário de um quiosque no município, foi morto na troca de tiros.
Dr. Procópio Alencar havia sido reeleito no cargo, com 58% dos votos. Segundo a delegacia do município, os dois seriam riviais políticos nas últimas eleições.


Crime político
Segundo o presidente do PDT (Partido Democrático Trabalhista) estadual, Alexandre Brust, a morte pode estar relacionada à briga políticas na região. “Como dizem no interior, parece que ele assuntou”, explica Brust. Ou seja, o adversário político teria ido tirar satisfação com o prefeito que havia sido reeleito para um novo mandato. Brust também não descarta a possibilidade do atirador ter perdido alguma aposta com a vitória do Dr. Procópio, pratica também comum no interior baiano.
Brust ainda comentou que depois de matar o prefeito, o atirador estava indo atrás de Gilberto Dos Santos Freitas (PSC), vice-prefeito, mas foi alvejado antes. “É um fato lamentável. Um assassinado bárbaro, que lamentamos profundamente na política baiana”, resumiu Brust.
Quem confirmou presença no enterro do prefeito foi o presidente da Assembleia Legislativa, Marcelo Nilo, que viaja amanhã para Jussiape. Segundo Nilo, o enterro será na própria cidade, às 11h. “Ele era como um amigo para mim. Um médico de 75 anos, que já estava indo para o seu terceiro mandato”, acrescentou Nilo. O presidente não quis comentar as motivações do crime, mas salientou que não foi apenas um bandido. Segundo Nilo, havia mais dois criminosos: um que estaria ferido e outro que conseguiu fugir.

Com informações do Correio