domingo, 7 de outubro de 2012

GRAVE ACIDENTE ENVOLVENDO DUAS MOTOS NA BR-407, DEIXA UMA PESSOA MORTA E DUAS FERIDAS EM CAPIM GROSSO


Uma colisão na BR-407, Contorno de Senhor do Bonfim, aproximadamente às 10h45min, entre uma motocicleta cinza, de placa NZN 5099, licença de Feira de Santana e outra de cor vermelha de dados não anotados, causou ferimentos em Renan dos Santos Carneiro, 23 anos, morador do Pereira, Woston Rodrigues da Silva, 20, funcionário da empresa Alutino, residente no Bairro Planaltino e a outra pessoa identificada apenas como Maurício, residente no Povoado do Pereira. As vítimas foram socorridas e transportadas para UPA, através de ambulâncias da prefeitura e da unidade do SAMU 192.
Apesar dos esforços da equipe médica de plantão na UPA, Renan dos Santos não resistiu aos ferimentos vindo a falecer, Woston foi medicado e transferido para Salvador e Maurício sofreu uma fratura na perna estando na Unidade de Pronto Atendimento. As Polícias Rodoviária e Militar estiveram no local do acidente registrando a ocorrência e tomando as medidas de praxe. Os motivos do acidente somente a perícia policial poderá esclarecer. CAPIM GROSSO: MORRE OUTRA VÍTIMA DE ACIDENTE NA BR-407 NO CONTORNO DE SENHOR DO BONFIMO jovem Woston Rodrigues da Silva, 20, funcionário da empresa Alutino e filho de Pororoca, residente no bairro Planaltino, não resistiu aos ferimentos causados pelo acidente com moto na BR-407, Contorno de Bonfim, e veio a óbito nas proximidade do município de Nova Fátima, quando era transportado para Salvador.

Candidato a prefeito tem parada cardíaca e morre na madrugada deste domingo

Candidato já tinha problemas cardíacos, segundo familiar
Um dos candidatos a prefeito da cidade de Penaforte, no Ceará, teve uma parada cardíaca e morreu na madrugada deste domingo (7), em casa. José Wilde Vieira Bringel (PT), já tinha problemas cardíacos e precisou ir ao hospital da cidade algumas vezes no último mês. O médico do candidato recomendou repouso, mas Wilde fez questão de fazer campanha no sábado (6), dia anterior às eleições, segundo contaram familiares ao G1 Ceará. Ainda segundo familiares, o candidato estava bem quando chegou em casa na noite deste sábado (6). Ele sofreu uma parada cardíaca e foi levado ao hospital municipal João Muniz, no município, mas não resistiu e morreu.

Mesário é detido no Paraná ao deixar seção para fumar maconha


Um mesário foi detido pela Polícia Militar no Paraná, por volta das 9hs deste domingo (7), acusando de deixar a sala de votação para fumar maconha. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o mesário atuava no Colégio Estadual Eni Caldeira, em Curitiba. Ele foi surpreendido pela polícia quando fumava o cigarro de maconha do lado de fora do colégio. O presidente da mesa substituiu o mesário. Com informações do Correio.

Saio da política para voltar ao jornalismo…


Um cabo eleitoral que foi ao comitê do Candidato Acidental cobrar uma dívida de campanha encontrou o corpo do político soterrado sob uma montanha de santinhos. Embora o resultado definitivo da perícia só deva ser divulgado no próximo mês, as primeiras informações dão conta de que ele teria se afogado após um suposto mergulho nas profundezas do processo eleitoral. Uma carta de despedida foi encontrada, pendurada com uma faca em um vandalizado cavalete: “Eu poderia, simplesmente, me retirar à francesa. Sair de cena tão logo o resultado da última urna fosse apurado e só reaparecer numa próxima eleição (como muitos dos meus colegas fazem). Mas não vai ser assim, não. Ainda tenho algumas coisas pra dizer – e principalmente uma confissão pra fazer: ‘Eu não vou votar em mim’. Não existe nenhuma intenção moralizante por trás desta confissão. O voto é seu. Faça o que quiser com ele. Mas eu escolhi votar em um candidato a vereador de verdade, um que não tenha entrado nesta disputa de forma ‘acidental’. Acho que as mazelas que mostrei aqui, durante esses meses de campanha, só engrandecem aqueles que conseguem passar por esse processo sem manchar o próprio currículo. Não sei se os ‘bons’ são a maioria, mas, posso garantir, é possível encontrá-los por aí. Não queria ir embora sem agradecer aos amigos, aos jornalistas, assessores e afins. De um jeito ou de outro, vocês ajudaram a manter o ‘segredo’ desta candidatura até o fim do primeiro turno. Cá entre nós, me desmascarar seria a coisa mais simples do mundo. Portanto, se eu soubesse como, estaria fazendo, agora, aquele horrendo coraçãozinho com as mãos (S2). Todas as críticas também foram recebidas de bom grado e ajudaram no amadurecimento do projeto e do candidato – e, principalmente, produziram debate e fomentaram discussões (sérias ou bem-humoradas). Antes que eu comece a ficar sentimental demais, fecho a conta desta eleição mergulhando nos meus próprios santinhos (numa referência explícita à morte do personagem Zé das Medalhas na novela Roque Santeiro, lembram?). Saio desta vida de candidato para voltar ao meu ofício cotidiano. Adeus”. No enterro do Candidato Acidental, políticos de todos os partidos estiveram presentes – e disseram maravilhas a respeito do morto sem sequer conhecê-lo (“um democrata”, “um ser tomado pela nobreza do espírito público”…). A Câmara Municipal deve batizar uma viela escura ou um buraco de rua com o nome dele (assim que descobrirem qual é). Ele não deixou mulher, nem filhos. Amigos do Jornal da Tarde ainda não sabem o que fazer com os cavaletes que sobraram no fundo da redação.

O candidato acidental e o eleitor safado


Nesta eleição, nenhum blog foi mais ousado e inovador do que o Candidato Acidental. A ideia era a seguinte: um jornalista aqui do JT se filiou a um partido (isso ainda em 2011) para disputar uma eleição deste ano como candidato a vereador aqui em São Paulo. Não para ser eleito, claro, porque não era essa a intenção. A intenção era mostrar os bastidores e trambicagens que rolam por trás de uma campanha política. De post em post, ele foi montando um quebra-cabeça eleitoral. Apesar de suas observações bem humoradas, o quadro que o Candidato Acidental nos mostrou é sombrio. Recomendo a leitura de todos os posts, mas destaco três em especial: - candidatos alugando vans para transportar eleitores - o comércio de mensagens telefônicas - eleitores trocando votos por calçados e até por cerveja Sim, é abjeta a maneira como os candidatos usam crianças, idosos, negros e deficientes para angariar votos. Mas a cada esquina visitada pelo Candidato Acidental, um crime eleitoral era cometido a céu aberto — e quem os cometia não eram só os políticos. Derrubou-se o mito de que, no Brasil, o eleitor é o pobrezinho, oprimido pelas maquinações dos poderosos. Pelo contrário, o eleitor encontrou o seu lugar no jogo para tentar tirar alguma vantagem, fazendo escambos com o seu voto e o de outros e se tornando sócio de candidatos desonestos. Eis a grande conclusão: o eleitor é tão safado quanto o político — o mesmo político que o deixará “indignado” quando estiver no poder. Voto aqui não é um instrumento democrático, nem mesmo uma arma contra os corruptos. Voto é uma mercadoria de R$ 1,99 vendida numa Rua 25 de Março lotada de camelôs eleitorais. Dirão alguns que há eleitores conscientes, que votam porque acreditam. Eu direi que são minoria. Dirão outros que basta investirmos pesadamente em educação para instruir nosso povo e todo esse blá-blá-blá. Mas a proposta, apesar de bem intencionada, encontra furos. Primeiro porque soa um tanto utópica, e segundo porque muitos desses crimes são cometidos por eleitores escolarizados. A questão é muito maior do que isso. Estamos falando de deveres cívicos e valores éticos que, historicamente, sempre foram um tanto frouxos no Brasil. Procuro fazer a minha parte, alertando e municiando as pessoas com informações sobre candidatos e me colocando sempre à disposição para qualquer debate. Já acreditar é outro papo. Todos os meus ímpetos de querer mudar o mundo foram esgotados pelos fatos históricos. De qualquer maneira, obrigado, Candidato Acidental. Da próxima vez que me perguntarem porque sou tão pessimista, terei uma resposta concreta na ponta da língua.

Eleitora morre após votar no Rio Grande do Sul


A eleitora Ione Sodré Goulart, de 56 anos, faleceu logo após votar na manhã deste domingo (7), em Rio Grande, no estado de Rio Grande do Sul. A mulher passou mal quando se preparava para deixar a Escola Bibiano de Almeida. Eleitores que estavam no local tentaram reanimá-la, mas não obtiveram êxito. Ione caiu de uma escada quando descia do segundo andar do prédio para o térreo. Uma ambulância do Samu foi acionada para prestar socorro à vítima e ainda a levou para a Santa Casa. Roberto Ferreira (PT do B) candidato à prefeitura em Rio Grande votou nesta mesma escola. Ainda não há informações sobre o velório e o enterro da vítima.

Eleitora morre após votar no Rio Grande do Sul


A eleitora Ione Sodré Goulart, de 56 anos, faleceu logo após votar na manhã deste domingo (7), em Rio Grande, no estado de Rio Grande do Sul. A mulher passou mal quando se preparava para deixar a Escola Bibiano de Almeida. Eleitores que estavam no local tentaram reanimá-la, mas não obtiveram êxito. Ione caiu de uma escada quando descia do segundo andar do prédio para o térreo. Uma ambulância do Samu foi acionada para prestar socorro à vítima e ainda a levou para a Santa Casa. Roberto Ferreira (PT do B) candidato à prefeitura em Rio Grande votou nesta mesma escola. Ainda não há informações sobre o velório e o enterro da vítima.

Acidente em Nova Fátima deixa 6 pessoas e um feto mortos

Um acidente envolvendo um veículo Vectra de placa NYS 3833 e um veiculo Gol de placa JNQ 1292 vitimou pelo menos 3 pessoas na tarde desse sábado (06). Segundo testemunhas no veículo gol haviam pelo menos 9 pessoas, 4 adultos e 5 crianças. O veiculo ainda arrastava um reboque carregado com produtos alimentícios e outros utensílios de cozinha provavelmente utilizado para venda em feiras livres da região. Uma mulher ainda não identificada ficou presa nas ferragens do gol e a princípio todos acharam que ela estava morta e não se fez nenhum esforço para salvá-la. Quase uma hora depois ao se tentar tirar o corpo de dentro do veículo constatou-se que a mesma ainda tinha pulso e foi uma correria para que fosse retirada do local em uma ambulancia do municipio de Nova Fátima.
Em meio ao cenário de desolação, uma criança de aproximadamente 2 anos de idade estava jogada ao chão com um corte profundo na testa e várias escoriações. Populares cobriram o corpo da criança com um plástico preto achando que o mesmo estava morto. Depois de retirar os outros envolvidos no acidente para o hospital local, aos se tentar pegar o corpo da criança para retirar do local, foi constatado que o mesmo ainda estava vivo. Nesse momento mais uma sessão de correria e desespero para tentar salvar aquela pequena e quase desprezada vida quase ceifada primeiramente pelo acidente e em seguida pelo descaso e falta de preparo de populares, policiais militares e enfermeiros que estavam no local. Em nenhum momento após o acidente houve qualquer tentativa de averiguação dos sinais vitais da passageira que ainda estava no veículo e da criança que estava jogada no chão. A mulher foi completamente ignorada e a criança simplesmente foi coberta com um saco preto sem sequer passar pela cabeça dos presentes que eles ainda estivessem vivos. Atualizando: De acordo com informações, a tragédia vitimou pelo menos seis pessoas e um feto, sendo quatro crianças, um homem e uma mulher grávida que faleceu no local e seu feto ainda demonstrava sinais de vida, mas acabou morrendo também no local. Informações da Rádio Contorno. Postado por Neto Maravilha