Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 29, 2012

APRESENTADORA HEBE CAMARGO MORRE AOS 83 ANOS

A apresentadora Hebe Camargo morreu na manhã deste sábado (29), aos 83 anos, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, no Morumbi, em São Paulo. Hebe lutava contra um câncer no peritônio, diagnosticado em janeiro 2010. Neste ano, a saúde de Hebe se agravou. Em março, ela passou por uma cirurgia de emergência para a retirada de um tumor no intestino. Três meses depois, ela retirou a vesícula. Um mês depois, Hebe não estava conseguindo se alimentar adequadamente e ficou cinco dias internada para um tratamento de suporte nutricional e metabólico. A última emissora de Hebe foi a Rede TV!, onde ficou contratada até agosto de 2012. Este ano, ela apresentou dez programas inéditos na emissora. O último “Hebe” inédito foi ao ar foi no dia 19 de junho. Desde então, devido ao afastamento de Hebe por conta da doença, foram exibidas reprises, sempre às terças, às 22h30. A última gravação em vídeo feita por Hebe foi em julho, após a alta hospitalar, quando ela recebeu em sua casa a visita de am…

Campo Formoso: MP pede cassação de Adolfo Menezes

O promotor eleitoral André Luiz Silva Fetal pediu hoje a cassação da candidatura de Adolfo Menezes (PSD) à prefeitura de Campo Formoso. Além disso, pediu à justiça que ele fique inelegível por oito anos. O pedido do Ministério Público se deu em ação movida pela coligação que concorre contra Adolfo em Campo Formoso. O promotor entendeu que em entrevistas, carros de som e outdoors, Adolfo Menezes (PSD) fez campanha antecipada, o que fere a lei eleitoral. O pedido diz que pode ser cassada a candidatura ou o diploma, caso não seja julgado antes da eleição e ele seja eleito. Em Campo Formoso, um outro candidato, o ex-deputado e ex-prefeito José Santana, já foi cassado por problemas com um convênio feito na época que foi prefeito. Por conta disso, é grande a expectativa que o juiz eleitoral da cidade seja rigoroso e aja no caso Adolfo da mesma forma que procedeu no caso Santana, quando acatou o pedido do Ministério Público.