quinta-feira, 27 de setembro de 2012

POLÍCIA CIVIL DE ITIÚBA PRENDE O PERIGOSO TRAFICANTE DO BAIRRO DA ROÇINHA

QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO DE 2012
Uma equipe de Policiais Civis do Município de Itiúba - Bahia, composta pelos Agentes Paulo Adriano e Valnei Aquino, comandados pelo Delegado Titular do Município Dr. Cláudio Gomes, após realização de investigações policiais no Município de Itiúba e Zona Rural adjacentes, em cumprimento ao Mandado de Prisão Preventiva expedida pela Justiça Criminal da Comarca, conseguiram êxito na prisão do perigoso chefe do tráfico de drogas do Bairro do Alto, denominado “Roçinha”, o individuo ANADIÇOU VICENTE DA SILVA, conhecido popularmente por “QUATROCENTOS”, 27 anos, residente no Bairro do Alto Itiúba. A Autoridade Policial do Município representou pela Medida Cautelar da Prisão Preventiva do acusado, após investigações do seu envolvimento no crime de trafico de drogas na cidade, sendo devidamente provada a existência do crime e indícios suficientes da autoria por parte do individuo “QUATROCENTOS”. Em datas pretéritas, o acusado, ao ser surpreendido com uma vasta quantidade das drogas tipo CRACK e MACONHA , no interior da sua casa, inclusive enterradas no quintal, bem como ao ser abordado por prepostos policiais da DEPOL de Itiúba, conduzindo um veículo tipo motocicleta, transportando drogas tipo COCAINA, conseguiu êxito na fuga, livrando-se da situação de flagrante. A justiça Criminal da Comarca, em sua decisão, no desígnio da Garantia da Ordem Pública, e da gravidade dos crimes, observando a periculosidade do acusado, prevenindo a reprodução dos fatos criminosos e a própria credibilidade da Justiça, acatou a representação da autoridade policial, decretando a PRISÃO PREVENTIVA de ANADIÇOU VICENTE DA SILVA, “QUATROCENTOS”, estando encarcerado na cadeia pública do Complexo Policial de Itiúba, por pratica de crime tipificado no Art. 33 da Lei Federal n. 11.343/2006, à disposição da Vara crime da Comarca. Art. 33 Da Lei Federal nº 11.343/2006: Importar, exportar, remeter, preparar, produzir, fabricar, adquirir, vender, expor à venda, oferecer, ter em depósito, transportar, trazer consigo, guardar, prescrever, ministrar, entregar a consumo ou fornecer drogas, ainda que gratuitamente, sem autorização ou em desacordo com determinação legal ou regulamentar: Pena - reclusão de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos e pagamento de 500 (quinhentos) a 1.500 (mil e quinhentos) dias-multa. ASCOM POLÍCIA CIVIL Postado por Neto Maravilha

POLÍCIA CIVIL DE BONFIM REALIZA OPERAÇÃO CHEFÕES DO TRÁFICO

Depois de mais de seis meses de investigação contra o tráfico de drogas no bairro Bonfim III, em Senhor do Bonfim, a Polícia civil sob comando do Coordenador Delegado Felipe Nery da Silva Neto, com auxilio de outras seis coordenadorias de Polícia Civil da Bahia, tais como:
BONFIM JUAZEIRO PAULO AFONSO EUCLIDES DA CUNHA ALAGOINHAS FEIRA DE SANTANA JACOBINA Um total de 150 homens da Civil, entre delegado e investigadores, surpreendeu traficantes do bairro na manhã dessa quinta-feira (27), cumprindo 28 mandados de busca e 29 mandados de prisão, sendo cumprido cerca de 80% da meta.
Um dos “PATRÕES”, identificado por WILLIAN, foi preso noite passada em Salvador, quando ainda era monitorado por investigadores, que o prenderam na capital. Na Rua Bom Jardim foi preso o empresário Marcos Farias, da “Moto Taxi Bom Jardim”, onde segundo a polícia teria sido encontrado meio quilo de cocaína além de uma arma de fogo.
Há dias moradores do bairro Bonfim III, cobravam das autoridades uma medida em relação a grande quantidade de drogas que vinha sendo comercializada naquele bairro, quanto a isso o Delegado Felipe Nery informou que “ Bonfim III não está abandonado, Senhor do Bonfim não está abandonada, agora para uma operação dessa magnitude é necessário um bom tempo de investigação, por que não seria satisfatória que a gente pegasse só a droga, o que temos que fazer, temos que buscar todo o subsidio para que o ministério público possa denunciar e o judiciário possa julgar e se entender aplicar a condenação encima de provas robustas e concretas como nós temos, depois de mais de seis meses de investigação, filmagens deles vendendo drogas, pelo contrario o Bonfim III não estava abandonada nós estávamos dentro do Bonfim III”, destacou Felipe Nery. Questionamos se essa seria a última operação do delegado, em resposta ele disse que “o futuro pertence a Deus e que enquanto ele estiver em senhor do Bonfim desempenhará esse trabalho incomode a quem incomodar desagrade a quem desagradar, não importa se branco, preto, pobre, rico, quem quer que seja até o dia em que agente ficar nessa cidade nós realizaremos esse trabalho nessa cidade” comentou o coordenador. Maravilha Notícias

Postagem em destaque

  Bonfinense Karina Tavares já em Brasília representando nossa Região no Programa Sessão Pedagógica no parlamento   Cleber Vieir a ...