segunda-feira, 2 de julho de 2012

NOVA EMERGÊNCIA DO HOSPITAL REGIONAL DE SENHOR DO BONFIM MAIS UMA OBRA DO GOVERNO CUIDANDO DA NOSSA GENTE


O Hospital Dom Antonio Monteiro – HDAM, agora está provido de um sistema de emergência que poderá salvar muitas vidas na Cidade de Senhor do Bonfim. Com investimentos na instalação de gases medicamentosos nas suas três salas para emergências, totalizando 12 pontos de distribuição, tornou-se possível a colocação de monitores de acompanhamento de pacientes na SALA VERMELHA, tornando-a um centro semi-intensivo de tratamento. Posteriormente com a aquisição de camas adequadas, teremos dois leitos semi-intensivos, igualando-nos aos centros de emergência de qualquer hospital de médio e grande porte. Aproveitando o ensejo, comunicamos que estaremos iniciando a reforma dos nossos centros cirúrgicos, capacitando aos nossos médicos a executarem procedimentos de maior complexidade e, reduzindo as transferências de pacientes para outros locais. Direção HDAM Postado por Neto Maravilha DRT-BA 6928 em 2.7.12

O FIM DE UM PATRIMÔNIO IMATERIAL DO POVO DE BONFIM SERIAMENTE LAMENTÁVEL


Como sempre foi tradição, as “guerras” de espadas durante os festejos juninos no município de Senhor do Bonfim, o que atraia turistas de vários cantos do Brasil, está seriamente ameaçada de extinção nessa cidade. No ano de 2011, o gestor foi alertado que deveria encontrar um espaço adequado para que fosse realizada a famosa “Fogueira do Prefeito”, pois para alguns, seria inviável a sua realização na Praça da Lagoa, ou ao lado da prefeitura, e de última hora foi feita em uma local aberto situado na Rua Carrapichel, local cheio de mato, e que existe casas apenas de um lado da rua.
No primeiro ano de realização no local novo, até que houve um número significativo de guerrilheiros, coisa que não se repetiu no seu segundo ano no espaço novo, meia dúzia de guerrilheiros, se deslocaram até o local e sem emoção poucas espadas foram queimadas. Como se não bastasse para triste supressa dos apaixonados pela queima dos fogos de espadas, que se desesperaram ao tomarem conhecimento que estariam proibidos de soltar espadas na também famosa “Fogueira das Moças” realizada na Rua Visconde do Rio Branco, ao chegarem ao local que também há décadas vinha sendo realizada, pessoas foram tomadas de uma revolta que chegaram a sair pelas ruas do centro protestando contra a proibição. Autoridades constituídas no município a polícia estavam no local com o objetivo de punir a quem desobedecesse à ordem.
Apensar da proibição era só a PM dar as costas que lá vinha espada daquele lado, quando a PM corria tentando flagrar quem desobedecesse outros jogavam espadas do sentido contrário, e os gritos se espalhava pela Rua Visconde do Rio Branco.
O Repórter esteve conversando com algumas pessoas no local para saber o que elas achavam da proibição, e o que se ouvia era que aquilo era um absurdo, poucas pessoas conseguirem a proibição de uma cultura de décadas. Em conversa com um professor da UFBA, que se encontrava em Senhor do Bonfim por causa dos festejos juninos, e acompanhado da princesa do Carnaval de Salvador a bonfinense ALANA NEVES, disse o professor, “tamanha a covardia matar a história de um povo, e até explicou que estão acabando com um patrimônio cultural imaterial e até explicou o que seria um patrimônio cultural imaterial”. (Patrimônio cultural imaterial (ou patrimônio cultural intangível) é uma concepção de patrimônio cultural que abrange as expressões culturais e as tradições que um grupo de indivíduos preserva em respeito da sua ancestralidade, para as gerações futuras. São exemplos de patrimônio imaterial: os saberes, os modos de fazer, as formas de expressão, celebrações, as festas e danças populares, lendas, músicas, costumes e outras tradições.) ‘extraído do Wikipédia’ Ao final seis pessoas foram conduzidas à Delegacia Territorial de Bonfim, acusadas de desobediência. Fica um questionamento: Como e a quem poderemos cobrar para que não venhamos a ouvir, por ai a fora, “o são João de Bonfim já não é mais o mesmo?” Maravilha Notícias Postado por Neto Maravilha DRT-BA 6928 em 2.7.12

Arqueólogos afirmam ter encontrado a Arca de Noé na Turquia


A agência de notícias Reuters divulgou que um grupo de arqueólogos chineses e turcos afirmaram ter localizado a bíblica Arca de Noé no topo do Monte Ararat, na Turquia. A informação foi prestada a imprensa na última terça-feira, 27.
Um dos membros do grupo, o documentarista chinês Yang Ving disse que foi localizada uma estrutura de madeira antiga a uma altitude de 4 mil metros no Ararat, que está localizado próximo à fronteira com o Irã.
O explorador, membro de uma organização internacional dedicada à busca da mítica embarcação em que Noé e sua família escaparam do dilúvio, afirmou que os vestígios encontrados datam de 4.800 anos atrás. “Não é 100% seguro que seja a Arca, mas avaliamos que é 99,9%. A estrutura do barco tem muitos compartimentos e isso pode representar os espaços onde os animais foram acomodados”, disse Ving em declarações à agência de notícias turca Anadolu. O especialista também informou que o grupo entrou em contato com o governo da Turquia para pedir proteção ao local onde será feita as escavações e adiantou que solicitará à Unesco que inclua essa região na lista de patrimônios da humanidade. Não é a primeira vez que um grupo de arqueólogos afirma ter encontrado a Arca de Noé no Monte Ararat, o mais alto da Turquia, onde a Bíblia narra que Noé desembarcou após as águas baixarem depois do Dilúvio.

Vidros do Congresso Nacional e do STF são estilhaçados após voo rasante de avião da FAB


O barulho causado por um caça da Aeronáutica durante voo rasante quebrou parte dos vidros do prédio do Supremo Tribunal Federal e do anexo do Congresso Nacional, na Praça dos Três Poders, em Brasíla. O incidente aconteceu neste domingo (1º) durante cerimônia de troca da bandeira da Esplanada dos Ministérios. De acordo com as pessoas que acompanhavam a cerimônia, as aeronaves voaram muito baixo e assustaram os presentes. Os cacos de vidros foram retirados pelos bombeiros. Informações do jornal O Globo.