sexta-feira, 25 de maio de 2012

“Brasileiro é cínico”, diz vereador Laércio Muniz

trbidi="on">


O Vereador Laércio Muniz do PTN chamou o deputado Carlos Brasileiro de cínico, depois de ter feito tanto mal ao ex-prefeito Cândido Martins, agora quer o apoio da Jacauzada. Segundo Laércio, Brasileiro agora quer sentar com a ex-primeira Dama Regina Martins para negociar,esquecendo que foi ele Brasileiro que ajudou a matar o ex-prefeito politicamente,quando não forneceu em tempo hábil a documentação solicitada para sua defesa, o que resultou na rejeição de suas contas na época, causando inelegíbilidade. Laércio disse ainda que Brasileiro não tem vergonha de ficar enviado SMS para ex-primeira dama marcando encontro e o que fez com Cândido vai pagar pois Deus é justo. COMPLEMENTO: esse vereador laércio muniz é um politico descualificado mesmo falar bobagens demais e nada prova sai feito louco atacando a todos em troca de que? vereador vai procurar o que fazer em vez de falar besteiras pelos cantos da cidade ninguem nem dá ouvidos as besteiras que ele fala

Rio seca e cofre e pedaços de veiculo foram encontrados no Sitio do Meio as margens do Rio Itapicurú


O Rio Itapicurú tem perdido volume neste período de estiagem que está vivendo a nossa região e parte do norte e nordeste da Bahia, porém o que nos chama a atenção, é que, à medida que a barragem de Ponto Novo/Filadélfia vem secando, objetos vêm aparecendo misteriosamente. Primeiro foi um cofre achado nas imediações da bomba da rede de abastecimento de água da Prefeitura Municipal de Filadélfia. O cofre foi achado pela equipe que presta serviços na rede, onde se percebe que o objeto foi roubado, trazido para o local, arrombado e logo após despejado a carcaça nas profundezas do rio. Outros destroços encontrados há cerca de 500m do local em que foi encontrado o cofre, chama mais atenção e coloca um mistério no ar pelo fato da tamanha astúcia dos autores da façanha. São pedaços de um carro, aparentando ser de um veículo de carroceria tipo C10 ou D20, onde foi encontrado parte da frente, chassis, e acredita-se que seja a cabine que ainda está sob as águas do rio, aparecendo somente parte da lataria. O mistério que ronda é o fato de como é que este carro chegou até o local sem ninguém perceber, e como é que as pessoas envolvidas puderam colocar os destroços no local, já que, o rio estando cheio, é de difícil acesso. O veículo foi desmanchado nas margens do rio, pois algumas peças foram encontradas debaixo de um umbuzeiro que serviu como abrigo para realizar o trabalho, em seguida foi escolhido as partes que agradava e o restante jogado dentro do rio, cerca de 50m da margem até o local da desova. Observando estes fatos faz-nos indagar, o que será que ainda tem escondido por debaixo das águas da barragem?